quinta-feira, 29 de setembro de 2011

«MESTRE, ONDE MORAS?»


Jesus voltou-Se e, notando que eles O seguiam, perguntou-lhes: «Que pretendeis?»
Eles disseram-Lhe: «Rabi - que quer dizer Mestre - onde Moras?»
Ele respondeu-lhes: «Vinde e vereis.»
Foram, pois, e viram onde Morava e ficaram com Ele nesse dia.
Eram as quatro da tarde. (Jo 1, 38-39)

"Parecem palavras sem importância maior; atrás delas, porém, esconde-se o essencial. A questão básica é a saber o que queremos ou, como se diz com mais precisão em grego: o que procuramos. "O que procuras?", pergunta Jesus a cada um que pretende segui-lo. (...)

Os discípulos perguntam por sua vez: "Onde moras?"
Este é o chamamento: morar com Jesus, ficar com Ele, estar na casa dele.
Jesus toma posse de sua propriedade. Ele nos acolhe em sua casa.
A Jesus não interessa a casa terrena, e sim, a morada com Deus. Em Jesus, Deus armou a sua tenda em nosso meio. Em Jesus podemos morar na casa de Deus.

Jesus convida os discípulos: "Vinde e vereis".

Não basta ouvir apenas o que os outros têm a dizer de Jesus. Ser discípulo significa viver a sua própria experiência com Jesus. Nós mesmos precisamos ver. Não podemos deixar que os outros vejam por nós. "

Anselm Grün, em "Jesus - Porta para a Vida"

terça-feira, 27 de setembro de 2011

UM AMOR CHEIO DE CONFIANÇA

«Reconhece-se o amor verdadeiro e perfeito, na grande esperança e confiança que se tem em Deus: pois nada existe, além da confiança, em que se possa reconhecer melhor se alguém possui um grande amor. Pois quando alguém ama outrem perfeitamente e com afeição, isso cria confiança...
Tudo o mais que se possa fazer não é tão proveitoso como ter uma grande confiança em Deus. Com todos aqueles que conquistaram uma grande confiança nele, nunca Deus deixou de operar grandes obras em conjunto. Em todas essas pessoas Ele tornou muito evidente que a confiança provém do amor; porque o amor não possui apenas confiança, senão que possui também um verdadeiro saber e uma firmeza isenta de dúvidas.» 



Mestre Eckhart

sábado, 24 de setembro de 2011

UM PAI QUE NÃO SABE SOMAR

«Jesus pinta um rosto de Deus que a sabedoria humana não pode entender. 
Ele não faz contabilidade. 
Não soma nem virtudes nem pecados. 
Assim é o amor. 
Não tem porquês. 
Sem-razões. 
Ama porque ama. 
Não faz contabilidade nem do mal nem do bem.» 


Rubem Alves

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

«OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO»

«Certa vez, notei um homem sentado perto de Jerusalém. Todas as vezes que eu passava ali, ele continuava no mesmo lugar. Perguntei ao meu guia quem era, e ele, rindo, disse que o velho tinha enlouquecido.
Então, resolvi aproximar-me, e perguntei.
“O que você está fazendo?”
“Estou olhando os campos”, respondeu o homem.
“E o que mais? “, eu quis saber.
“Isto não é suficiente para entender a vida?“ Respondeu o tal homem a quem chamavam de louco.
Vivemos lutando pelas coisas complicadas, e esquecemos que olhar os campos é mais do que suficiente para compreender Deus.» 



Kahlil Gibran

domingo, 18 de setembro de 2011

O OLHAR DE JESUS

No evangelho de Lucas( 22; 60-62) lemos a seguinte passagem:
«Mas Pedro disse: Homem, não sei o que dizes. Imediatamente, enquanto ele ainda falava,o galo cantou e o Senhor, voltando-Se, fixou o olhar em Pedro... E Pedro, saindo, chorou amargamente».

«Eu tinha um relacionamento bastante bom com o Senhor. Conversava com Ele, pedia-Lhe coisas, louvava-O, agradecia-Lhe. Mas tinha sempre um sentimento ou sensação inesquecível de que Ele queria que eu olhasse bem no fundo dos Seus olhos... E isto eu não queria. 
Conversava muito, mas desviava os olhos, cada vez que percebia que Ele estava a olhar para mim. Sim, olhava sempre para outro lado. E eu sabia porquê! Tinha medo. 
Receava encontrar uma acusação nos olhos d´Ele: algum pecado não arrependido. Mas pensava também poder encontrar, naquele olhar, algum pedido: algo que Ele quisesse de mim.


Um dia, finalmente, juntei toda a minha coragem e olhei! Não havia acusação alguma. Nem exigência ou pedido. Aqueles olhos diziam-me, simplesmente: «Eu amo-te!». Nessa altura eu olhei-os ainda mais no fundo com a persistência de quem procura algo. Nada encontrei, apenas a mensagem de sempre: «Eu amo-te!». Como Pedro, também eu saí... e chorei.»     


Anthony de Mello

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

VONTADE DE DEUS

«Não se deve dizer: ‘Devo fazer isto porque Deus quer’
Mas: ‘Deus quer porque tenho de fazê-lo’
Nesse caso Deus só acrescenta força para fazê-lo.»

Simone Weil

terça-feira, 13 de setembro de 2011

O CAMINHO

"O Filho de Deus se faz homem para nos servir de caminho. 
Percorrendo o caminho de sua humanidade, chegaremos à divindade."

Santo Agostinho

domingo, 11 de setembro de 2011

DAR E RECEBER

«Deus quer dar-se, mas só se dá a quem quer recebê-lo. 
É claro que quem não pede não quer receber.»

Santo Agostinho

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

NÃO OLHAR PARA TRÁS

«O Evangelho sugere que não olhemos para trás (Lucas 9,62), que não nos detenhamos nos nossos fracassos.»


Irmão Roger

sábado, 3 de setembro de 2011

A QUESTÃO ESSENCIAL

«Será que Cristo não veio à terra para que todo o ser humano saiba que é amado?» 


Irmão Roger

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

FÉ, ESPERANÇA E AMOR

"Deus não exige que sintas, sensivelmente, os sentimentos de fé, esperança e caridade e nem que te regozijes com tais sentimentos; basta que os tenhas no coração, para que te sirvas deles, quando necessário, nas ocasiões certas." 


Padre Pio

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]