domingo, 31 de março de 2013

UM AMOR MAIS FORTE DO QUE A MORTE



"O Amor é mais forte do que a morte"

"Deus dá-nos tudo, mas o maior dos seus dons é o amor que devemos ter por Ele."
Não quero desprezar este dom,
Mas acolhê-lo sempre no meu coração.
Porque o Amor dá-me tudo;
E eu devo dar tudo pelo Amor.
O Amor é a vida que vence a morte.
Do fruto do Amor brota a coragem,
A alegria, a paz, a paciência,a bondade, a generosidade, a fidelidade...

No Amor serás livre!
E o Amor tudo pode,
"Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta."

Deus é Amor, Deus é Amor, Deus é Amor...
Deus não é senão Amor.
A minha vocação é ser amor.
No Amor reside a verdadeira liberdade.
Se amares e acolheres o Amor serás livre!
Livre sobretudo da escravidão ao Pecado.

Devo amar sempre mais, mais e mais...
Nunca amarei o suficiente.
Mas buscarei sempre a pureza absoluta do amor;
um amor absolutamente purificado de todo o egoísmo;
um amor sempre em crescimento, em expansão, em contínua doação de si mesmo.

"Se não tiver amor, de nada me aproveita:
conhecer todos os mistérios e toda a ciência,
distribuir todos os meus bens,
entregar o meu corpo para ser queimado..."
Não, "se não tiver amor, de nada me aproveita."

Oiço-Te dentro de mim a perguntar:
"Paulo, tu amas-me?";
"Paulo, tu és deveras meu amigo?"
Ouso responder-Te: Jesus, quero muito amar-Te;
Quero muito ser Teu amigo.
Quero confiar absolutamente em Ti;
Ser-Te fiel em tudo.
Sei que queres todo o meu coração,
e a minha alma e a minha mente e o meu espírito.
Concede-me esse dom de Amar-Te acima de todas as coisas.
No fim da jornada, acredito que "julgar-me-ás" segundo os critérios do amor.

Eis os teus critérios:"Faz aos outros o que gostararias que te fizessem a ti.
Cumpre a lei do Amor.
Ama-me naquele que tem sede e fome;
Nos doentes, nos prisioneiros, nos abandonados,
nos excluídos, nos pobres, nos marginalizados,
nos oprimidos, nos deprimidos...
Segue-me, toma a tua cruz, renuncia a ti mesmo;
Sê um reflexo de Mim; luz resplandecente que ilumina as trevas do mundo.
Perde a tua vida para te encontrares na que Te ofereço
Esvazia-te para te encheres de Mim."

O Amor é mais forte do que a morte.
Acredito que Hoje, Aqui e Agora, Tu estás vivo, Jesus.
Jesus, Tu estás Vivo!
Tu amaste até ao fim
Numa entrega absoluta de Ti mesmo,
Numa obediência pura e sem tréguas.
O Teu Amor sem limites venceu a morte e deu-nos a vida sem fim...

Concede-me a graça de ser fiel à Tua vontade,
ao Teu Mandamento de Amor Absoluto
ao Teu Projecto de Amor, reconciliação, justiça, alegria, paz, liberdade, fraternidade, união.
Concede-me a liberdade suprema de amar até ao fim,
A humildade para Te obedecer em tudo.
A verdadeira alegria de viver como Tu viveste
Para vencer a morte como Tu venceste!

sexta-feira, 29 de março de 2013

O AMOR NA SUA PLENITUDE


«Na cruz, o Cristo encontra-se no ápice do poder... exactamente porque Ele se encontra no auge do amor! Ele mostra, então, que o verdadeiro poder é o amor e que nada é possível contra o amor.

Não é possível impedir o Cristo de amar: "Perdoai-lhes porque eles não sabem o que fazem..." Até ao último instante, Ele é o mais forte. E Ele é o mais forte, na extrema fraqueza!»

Jean-Yves Leloup, em "Amar... apesar de tudo"

domingo, 24 de março de 2013

PROCURO...

«Procuro o melhor de mim… 

meu verdadeiro Rosto, o meu verdadeiro Nome, tal como sou conhecido e chamado por Deus no meu íntimo, a verdadeira identidade do meu Coração, que até a Deus encanta… 

Procuro a capacidade de acreditar em mim como Deus acredita, de me ver como Ele me vê a ponto de descobrir dentro de mim maravilhas, possibilidades, fortalezas e belezas que nem imaginava que me habitassem…»

Rui Santiago

quinta-feira, 21 de março de 2013

DIANTE DO CRUCIFICADO


«Diante do Crucificado, torna-se manifesto o egoísmo profundo, inclusive, daquilo que nos habituámos a designar como amor; interpelados com seriedade suprema, dizemos não onde Cristo disse sim por amor; e, despreocupadamente, dizemos sem amor que sim, que Ele carrega com os nosso pecados: só nos pode convir que Ele o faça. »

Hans Urs von Balthasar, em "Só o amor é digno de fé"

terça-feira, 19 de março de 2013

UMA FIDELIDADE DE AMOR


«A grandeza da Paixão de Cristo está em que ela não foi uma obra de ascese, uma mortificação procurada, mas simplesmente uma fidelidade de amor.» (Louis Evely)

domingo, 17 de março de 2013

O PODER DO AMOR

«O que decididamente atrai a atenção para Cristo não é que Ele seja mais poderoso do que os outros homens (graças a uma ciência ou a uma força de vontade inauditas, ou a outras faculdades psíquicas e parapsíquicas que, por exemplo, explicariam os seus milagres), é que Ele quer ser tão «manso e humilde de coração» (Mt 11, 29) e assim tão «pobre em espírito» (Mt 5, 3) que, mediante esta disposição humana, o amor absoluto pode transparecer perfeitamente e tornar-se nele presente. Mais ainda, esta disposição amorosa só pode, no fim de contas, ser determinada (inventada e suscitada) por este amor absoluto

Hans Urs von Balthasar, em "Só o Amor é Digno de Fé"

quinta-feira, 14 de março de 2013

CALCULISMOS

                               
                                 Gabriel Magalhães, em "Espelho meu"

terça-feira, 12 de março de 2013

domingo, 10 de março de 2013

A ESPERA SILENCIOSA DE UM AMOR


«Se fosse possível sondar o coração, a surpresa seria descobrir nas suas profundidades a espera silenciosa de um amor. Ela pode ser recusada, rejeitada mas está sempre ali.» 

Irmão Roger, de Taizé, em "Oração: a frescura de uma fonte"

quinta-feira, 7 de março de 2013

VIVER INTENSAMENTE

«Viver intensamente cada dia supõe deixar-se habitar por Cristo. A Sua Palavra é muito clara: "hoje quero entrar em tua casa.»

Irmão Roger, de Taizé, em "Oração: a frescura de uma fonte"

terça-feira, 5 de março de 2013

O NOSSO LAR


«Tal como os peixes foram feitos para nadar na água, os seres humanos foram feitos para crescer na verdade. É o nosso lar.»

Timothy Radcliffe

domingo, 3 de março de 2013




«O amor não se merece, acolhe-se. 
É o divino que vem e faz florescer o humano.» 

Ermes Ronchi

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]